A PHP Error was encountered

Severity: 8192

Message: Function mcrypt_get_iv_size() is deprecated

Filename: libraries/Encrypt.php

Line Number: 320

A PHP Error was encountered

Severity: 8192

Message: Function mcrypt_create_iv() is deprecated

Filename: libraries/Encrypt.php

Line Number: 321

A PHP Error was encountered

Severity: 8192

Message: Function mcrypt_encrypt() is deprecated

Filename: libraries/Encrypt.php

Line Number: 322

Biota | Fapesp - Araçá | Módulo 2 - Sistema Nectônico

Módulo 2 - Sistema Nectônico


modulo02.jpg
Projetos

Idade e crescimento do parati, Mugil curema (...)
saber mais +

Uso de otólitos para estimar a idade e o crescimento (...)
saber mais +

Pontos homólogos são adequados para a identificação (...)
saber mais +

Variação espaço-temporal na diversidade da ictiofauna (...)
saber mais +

Identificação das espécies de cetáceos utilizando (...)
saber mais +

Hábitos alimentares das espécies de peixes Etropus (...)
saber mais +

Etropus crossotus (Paralichthyidae) da Baía do Araçá (...)
saber mais +

Relações alimentares de peixes da Baía do Araçá (...)
saber mais +

Avifauna associada à baía do Araçá (...)
saber mais +

Banco de dados biológicos e ecológicos da ictiofauna (...)
saber mais +

Hábitos alimentares de Harengula clupeola (...)
saber mais +

Caracterização de padrões ecológicos da ictiofauna (...)
saber mais +

SISTEMA NECTÔNICO (PEIXES, AVES, TARTARUGAS E MAMÍFEROS)


Objetivos

1. Descrever a estrutura (composição taxonômica e abundância) dos componentes do Sistema Nectônico (peixes, répteis, aves e mamíferos) e sua variabilidade espaço-temporal; 

2.  Investigar a função da baía no ciclo de vida desses organismos;

3. Gerar parâmetros para a modelagem ecológica do ecossistema (Baia do Araçá);

4. Contribuir para a elaboração de um plano de desenvolvimento da região que leve em conta os requisitos de gestão integrada, sustentabilidade e vocação da área.


Equipe

● Carmen L. D. B. Rossi Wongtschowski. IOUSP

Coordenação do módulo e análises sobre diversidade e estrutura da ictiofauna.

● Lucy S. H. Soares. IOUSP

Responsável pelo Estudo dos hábitos alimentares de peixes e da tartaruga-verde.

● Riguel Feltrin Contente. IOUSP. Bolsista Fapesp-Pós-Doc.

Análise de padrões ecológicos da ictiofauna.

● Patrícia L. Mancini. MZUSP. Bolsista Fapesp-Pós-Doc.

Responsável pela análise da avifauna associada à Baía do Araçá.

● André M. Vaz-dos-Santos. UFPR.

Responsável pela análise da idade, crescimento e reprodução de peixes.

● Marcos César de Oliveira Santos. IOUSP

Responsável pela análise da fauna de mamíferos associada à Baía do Araçá.

● Elizabeth Romagoza. I. Pesca

Análise histológica de ovários, testículos e ovotestes dos peixes.

● Lígia Maria Salvo. ICB/USP. Pós-Doc.

Análise de Biomarcadores de Contaminação Ambiental em peixes. 

● Carolina Siliprandi. IOUSP. Doutoranda. Bolsista Fapesp.

Análise da biodiversidade e estrutura da ictiofauna da Baía do Araçá, a partir de pontos homólogos.

● Marina Rito Brenha-Nunes. IOUSP. Mestranda. Bolsista CAPES.

Análise da composição e abundância da ictiofauna de poças de maré.

● Rafael Andrei Lamas

Graduando. IBUSP. Bolsista IC- Fapesp 

Organização do Banco de dados biológicos e ecológicos da ictiofauna da Baía do Araçá.

● Diogo Destro Barcellos. IOUSP. Doutorando. Bolsista CAPES.

Identificação das espécies de cetáceos utilizando a ferramenta da acústica.

● Lídia Paes Leme Arantes. IOUSP. Mestranda. Bolsista CAPES.

Estudo dos hábitos alimentares de peixes . 

● Fernanda Albernaz de Lima

Graduanda, Bacharelado em Oceanografia. Bolsista PIBIC/IOUSP

Estudo dos hábitos alimentares de peixes.

● Débora Silva de Souza

Graduanda. Universidade de Santo Amaro. Bolsista IC- Fapesp 

Variação espaço-temporal na diversidade da ictiofauna da Baía do Araçá.


Resultados obtidos até o momento (um resumo)

Em relação à ictiofauna (peixes) foram capturadas cinco espécies de elasmobrânquios e cento e dezessete espécies de teleósteos, ocorrendo variação na presença e na abundancia dessas espécies entre estações do ano. 

Os resultados mostram que no Araçá, para a maioria das espécies, predominam peixes pequenos, juvenis e imaturos que usam a área para alimentação e crescimento. 

As analises dos conteúdos estomacais dos peixes evidenciaram que peixes, camarões e poliquetas são suas presas principais. 

O levantamento, a estimativa da abundância e do uso do local por aves, permitiu registrar, até o momento, 70 espécies. 

A Baía é local de alimentação e descanso para tartarugas-verdes juvenis (Chelonia mydas). 

Espécies relatadas como em perigo na lista da IUCN ou em listas nacionais foram encontradas.

O estudo sobre detecção acústica passiva de uso da área por cetáceos mostrou que a intensidade dos ruídos ambientais no Canal é muito elevada, podendo interferir na comunicação e procura de alimento deste grupo de mamíferos. 

Os dados sobre as relações tróficas e biomassa relativa aos peixes, aves e tartarugas estão sendo utilizados na modelagem ecológica do Araçá (Modelo Ecopath), que está sendo realizada pelo Módulo 11- Modelagem Econômica e Ecológica. 

As avaliações de múltiplos biomarcadores detectaram graves efeitos deletérios de poluentes em peixes presentes na Baía. 


Fotos das atividades realizadas e de alguns resultados são apresentadas a seguir:


Barco utilizado para a pesca com rede-de-arrasto de fundo. Foto: Marina/Riguel.



Coleta de peixes em poças de maré com fundo de areia. Fotos: Marina Brenha-Nunes.



Coleta de peixes em poças de maré com fundo rochoso. Fotos: Marina Brenha.



Espécies de peixes encontradas no Araçá e incluídas nas publicações sobre espécies ameaçadas. Fotos: Carolina Siliprandi.



Espécies de peixes coletadas em poças de maré. Fotos: Carolina Siliprandi.




Espécies mais constantes e abundantes do Araçá. Fotos: Carolina Siliprandi.




Algumas aves comumente encontradas na baía. Fotos: Patrícia Mancini.




Tartaruga verde (Chelonia mydas) fotografada no Araçá. Fotos: Amanda Fernandes.




Carcaça de toninha encontrada no manguezal do Araçá. Foto: Yara S. Novelli.


topo da página