A PHP Error was encountered

Severity: 8192

Message: Function mcrypt_get_iv_size() is deprecated

Filename: libraries/Encrypt.php

Line Number: 320

A PHP Error was encountered

Severity: 8192

Message: Function mcrypt_create_iv() is deprecated

Filename: libraries/Encrypt.php

Line Number: 321

A PHP Error was encountered

Severity: 8192

Message: Function mcrypt_encrypt() is deprecated

Filename: libraries/Encrypt.php

Line Number: 322

Biota | Fapesp - Araçá | Módulo 5 - Hidrodinâmica

Módulo 5 - Hidrodinâmica


capa-modulo-5.jpg
Projetos
Artigos

HIDRODINÂMICA DA BAÍA DO ARAÇÁ, SÃO SEBASTIÃO, SÃO PAULO, BRASIL

Eduardo Siegle1; Marcelo Dottori1

1 Instituto Oceanográfico, Universidade de São Paulo (IOUSP)

E-mail: esiegle@usp.br

Com o objetivo de caracterizar a hidrodinâmica da Baía do Araçá por meio da análise da variabilidade espacial e temporal das correntes costeiras e suas forçantes e do padrão de ondas que alcançam a região, o Módulo 5 do projeto se concentra na obtenção e análise dessas variáveis físicas na região. Para tanto, foi instalado um fundeio oceanográfico na entrada da Baía do Araçá com um ADCP (perfilador de correntes) e dois CT’s (salinidade e temperatura). Os dados estão sendo coletados continuamente desde julho de 2013, em intervalos de 0,5 h, incluindo as velocidades de correntes na coluna de água, ondas, salinidade e temperatura no fundo e próximos da superfície. O processamento e análise preliminar dos dados indica correntes de até 1 m/s em eventos esporádicos, relacionados a maiores intensidade do vento. Isso fica evidente nos meses de inverno, quando, por exemplo, entre os dias 14 e 15 de agosto de 2013, ventos de até 70 km/h resultaram em velocidades de corrente pouco maiores que 1 m/s. Através da rotação dos dados de corrente para suas componentes paralela e perpendicular à entrada da Baía do Araçá. Uma primeira análise destes dados indica que a componente paralela da corrente é mais energética do que a componente perpendicular. De maneira geral, o sinal da corrente é barotrópico, com seus picos causados pelo vento. Assim, valores mais intensos são observados nos meses de inverno, com decaimento gradual nos meses de primavera e verão. Da mesma forma, as ondas também respondem a esse padrão, com força decaindo ao longo das observações realizadas até o momento. A análise dos dados de temperatura e salinidade indica o aumento da estratificação da coluna de água na medida em que aumentam as temperaturas atmosféricas ao longo dos meses de primavera e verão. Os dados coletados estão sendo utilizados para a análise das condições oceanográficas locais e para a calibração do modelo numérico hidrodinâmico e de propagação de ondas aplicado (Delft 3D). A malha definida para o modelo numérico possui resolução variada, com maior refinamento nas áreas costeiras e principalmente na Baía do Araçá. A batimetria utilizada é oriunda de cartas náuticas, folhas de bordo e do levantamento detalhado realizado na área de interesse em setembro de 2012. A condição de contorno utilizada para os experimentos numéricos realizados até o momento são as variações do nível de água em função da maré e ondas de gravidade geradas pelo vento. A manutenção do fundeio e coletas sequenciais fornecerão a continuidade dos dados e permitirão o estabelecimento de um padrão sazonal do ambiente. Esses dados fornecem condições de contorno para os demais módulos do projeto, permitindo a correlação entre as variáveis coletadas com as características ambientais.

Apoio financeiro: Programa BIOTA/FAPESP

topo da página