A PHP Error was encountered

Severity: 8192

Message: Function mcrypt_get_iv_size() is deprecated

Filename: libraries/Encrypt.php

Line Number: 320

A PHP Error was encountered

Severity: 8192

Message: Function mcrypt_create_iv() is deprecated

Filename: libraries/Encrypt.php

Line Number: 321

A PHP Error was encountered

Severity: 8192

Message: Function mcrypt_encrypt() is deprecated

Filename: libraries/Encrypt.php

Line Number: 322

Biota | Fapesp - Araçá | Módulo 7 - Interações Tróficas

Módulo 7 - Interações Tróficas


capa-modulo-7.jpg
Projetos
Artigos

INTERAÇÕES TRÓFICAS DA BAÍA DO ARAÇÁ, SÃO SEBASTIÃO, SÃO PAULO, BRASIL

Lucy Satiko Hashimoto Soares1,2; Fernanda Albernaz de Lima1; Lídia Paes Leme Arantes2; Marinella Coutinho Jacinto Pucci2; Priscila Ivone Amaral Manchola Cifuentes3; Trinidad Perez Vazquez1

1 Instituto Oceanográfico, Universidade de São Paulo (IOUSP); 2 Programa de Pós-Graduação em Oceanografia, Instituto Oceanográfico (IOUSP); 3 in memoriam

E-mail: lsoares@gmail.com

Este módulo foi idealizado com a finalidade de acessar a teia alimentar da Baía do Araçá. Foi projetado para consolidar os dados dos hábitos alimentares dos consumidores, gerados no projeto ou oriundos de referências pretéritas, assim como gerar informações das interações por meio de análises de isótopos estáveis de carbono e nitrogênio de produtores e consumidores. A amostragem foi realizada nos períodos de janeiro-março/2013 e junho-julho/2013, em colaboração com as equipes dos Módulos Sistema Plânctônico (Módulo 1), Sistema Nectônico (Módulo 2), Sistema Bentônico (Módulo 3) e Manguezal (Módulo 4). Foram identificados 16 produtores ou complexo-base de cadeia alimentar, os quais servirão para indicação das fontes basais por meio das razões de C (δ13C). Informações sobre os grupos tróficos de 22 espécies principais de consumidores nectônicos e sobre o hábito alimentar de 63 táxons de invertebrados foram sintetizadas. Ilustrações preliminares da variação das fontes basais de alimento foram construídas. Peixes pelágicos (sardinhas) e bento-pelágicos (xaréu, michole, peixe-lagarto e pescada) participam da via fitoplanctônica de produção; alguns peixes bentônicos (linguado Etropus crossotus, corcoroca e carapeba) têm como fonte primária a matéria orgânica do sedimento. Macroalgas são as fontes primárias para a tartaruga-verde, peixe pirajica e aplísia do costão rochoso. Tanto o berbigão quanto a esponja utilizam como alimento, a matéria particulada em suspensão, que é composta por fitoplâncton, detrito e, possivelmente, microfitobentos. As análises dos isótopos estáveis de C e N estão sendo processadas.

topo da página